Legend – Super Nintendo e PlayStation

A cada nova geração de videogames um se destaca por ser a vitrine de vários jogos das mais variadas qualidade e gêneros seja por contrato diretos entre as empresas produtoras de jogos e a dona do console ou por facilidade para fazer jogos para determinado sistema e claro o fator principal que é a aceitação do publico por determinado console. Na era 16 bits foi o Super Nintendo que em sua época foi a soma de todos esses fatores que citei acima desde contratos a aceitação do público e com isso muitos jogos de pequenas e médias produtoras chegaram ao publico geral e muitas pequenas joias surgiram. O jogo de hoje é um joia esquecida do publico geral, mas não de quem jogou mesmo ele na época.

100048-legend-snes-front-coverlegend_playstation_box

Legend é o jogo e beat’m up é seu gênero embora algumas pessoas classificam o jogo como um hack’n slash, mas são detalhes pequenos perto da diversão.

Legend é ambientado em mundo medieval onde Beldor, o Maleficente, reinou como um déspota sobre o reino de Sellech por mil anos. Tudo era caos e destruição. Muitos cavaleiros foram em uma cruzada final para destruir Beldor mas nenhum retornou. O povo uniu-se, construiu heróis energizados e aprisionou a alma de Beldor. Agora, Clovis, filho corrupto do Rei de Sellech, quer aproveitar o poder de Beldor e conquistar o reino.

captura-de-tela-de-2017-03-01-11-07-33captura-de-tela-de-2017-03-01-11-07-51 captura-de-tela-de-2017-03-01-11-08-09captura-de-tela-de-2017-03-01-11-08-33

Essa é uma tradução direta do testo da apresentação do jogo.

O jogo é para um ou dois jogadores onde Kaor (primeiro player) e Igor (segundo player).

No jogo você terá itens que irão ajudar você e muito, pois o jogos não é nada fácil. Você conta com magia também que são os fracos que caem dos inimigos quando você elimina eles, algo parecido com Golden Axe, você também verá que ao derrotar inimigos eles deixam cair algumas chaves e essas chaves serão usadas para abrir alguns baús.

captura-de-tela-de-2017-03-01-11-08-51captura-de-tela-de-2017-03-01-11-09-08 captura-de-tela-de-2017-03-01-11-09-33captura-de-tela-de-2017-03-01-11-09-48

Legend tem gráficos muito bem feitos e personagens muito bem desenhados (destaque para os zumbis no pântano) e cenários bem legais e bem construídos tem alguns que são bonitos pra caramba e isso da uma ótima ambientação ao jogo. Só existe um ponto negativo que acho que 10 entre 10 jogadores irá comentar isso, a lentidão dos personagens para andar, eles são um pouco lento como se pesassem toneladas para andar, mas a jogabilidade de Legend é muito boa e a voadora do personagens é o melhor golpe do jogo, mas tirando esse detalhe da lentidão não creio que haja mais nada de negativo para um jogo de Beat’m up.

captura-de-tela-de-2017-03-01-11-10-11captura-de-tela-de-2017-03-01-11-10-27 captura-de-tela-de-2017-03-01-11-10-41captura-de-tela-de-2017-03-01-11-10-58

Se você realmente nunca ouviu falar de Legend para Snes não se preocupe a única menção desse jogo no Brasil foi feita na revista SuperGamePower e na época foi o único meio de saber sobre o jogo sem joga-lo diretamente.

captura-de-tela-de-2017-03-01-11-42-53

A quem duvida do sucesso do jogo, mas ele teve sucesso suficiente para a Seika que resolveu fazer um remake para a nova geração que videogames que surgia depois da era 16 bits e em 1998 quatro anos após a versão original uma nova versão chega ao PlayStation que etão agora é a nova vitrine de games cargo que era do Snes.

captura-de-tela-de-2017-03-01-12-28-22captura-de-tela-de-2017-03-01-12-28-48

So que o jogo saiu muito diferente para ser considerado remake mudou tudo no jogo menos o nome e o logotipo Legend.

A história é diferente ela é assim:

Há caos e desespero no reino de Tovakia. O irmão criminoso do rei foi exilado para viver como um fora da lei nas bordas exteriores do mundo depois de várias tentativas violentas de assassinar o rei e assumir o trono. Saturado de ódio e ganância, o irmão não permanecerá no esquecimento por muito tempo. Ele frequenta um Feiticeiro das Trevas para aprender os poderes do mal e da magia negra. O Rei não se sentirá seguro por muito tempo. Depois de anos de estudos, o irmão maligno se torna um Feiticeiro das Trevas e está pronto para enfrentar seu irmão o qual odeia com todo o seu coração frio, mas ele não pode fazer isso sozinho. Ele precisa de um exército, uma força de guerreiros para romper as defesas de seu irmão. Ele, portanto, se volta para Morlock o Soulthief para ajuda e apoio. Os demônios malignos concordam com os esquemas viciosos do Rei.

captura-de-tela-de-2017-03-01-12-29-06captura-de-tela-de-2017-03-01-12-29-33

Viu? Bem diferente da história do Snes.

O jogo agora é em 3D e possui três personagens ao invés de dois do jogo anterior e nem os personagens do anterior não estão nesse jogos. Todos os três personagens são novos (eles levaram a palavra remake a serio mesmo)

Legend para PlayStation traz também a possibilidade de trocar de armas, são oito a disposição.

O personagens possuem características que influenciam muito ao utilizar as armas. Como eu disse são três dois homens e uma mulher.

captura-de-tela-de-2017-03-01-12-29-59captura-de-tela-de-2017-03-01-12-30-16

Personagens

Axel – É o personagem mais equilibrado dos três. Possui habilidade com todas as armas.

Tara – Agilidade é a melhor qualidade dela ela é boa com armas leves.

Karo – O mais forte dos personagens, mas é meio lento. Sua especialidade são as armas pesadas.

Armas

Sword

Long Sword

Double Sword

Knives Stick

Heavy Axe

Crossbow

Cannon

Magic Gauntlets

O jogo é dividido em cinco Stages

Stage 1 – Dark Forest

Stage 2 – The City

Stage 3 – Arena

Stage 4 – Evil Church

Stage 5 – Dark Fortress

Embora houve grandes boa mudanças o jogo não é melhor que o jogo original.

Começando pela movimentação dos personagens, tão lenta quando dos personagens do primeiro jogo. Outro ponto importante é a voz chata que colocaram a cada luta que você começa. A cada inimigo que você enfrenta um voz fica gritando “fight” “fight”, mas só quando você fica sem enfrentar ninguém e de repente aparece alguém se você já esta lutando e aparece outro inimigo essa voz não “aparece”. Os cenários são “pobre” perto do jogo original, embora a arde 2D do jogo lembra muito o primeiro jogo. Legend para o PlayStation não é ruim ele é bom, mas se comprar com o jogo do Snes a versão do PlayStation é mais fraca, mas isso é uma opinião pessoal eu recomendo jogar os dois jogos e você tomarem suas próprias conclusões.

captura-de-tela-de-2017-03-01-12-30-32

Antes de terminar vale comentar uma pequena curiosidade. O primeiro jogo foi feito somente por duas pessoas que também são os fundadores da Seika seus nomes são Carlo Perconti e Lyes Belaidouni. Tudo no jogo a arte, a musica a programação tudo foram eles para conferir isso basta ver os créditos no fim do jogo, só dá eles. Na Versão do PlayStation também tem envolvimento deles. É claro, o produto é deles.

Obrigado pela visita e boa jogatina.

Anúncios

Publicado em 3 de março de 2017, em Beat'm Up, Playstation, Super Nintendo. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. confesso que não conhecia esse jogo!!!! valeu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: